Aminofluid

Aminofluid Leave a comment

Aminofluid – Um dos grandes fenômenos da década atual em que vivemos foi a popularização das academias. Pelos mais diferentes motivos, as pessoas passaram a se preocupar mais com o próprio corpo e com sua saúde, fazendo com que esse mercado se ampliasse de uma maneira jamais vista antes, abrindo uma nova gama de possibilidades.

Com esse crescimento, a indústria desse segmento passou a investir nesse mercado para atender a demanda, aperfeiçoando e desenvolvendo os produtos característicos que visam ampliar o rendimento dos usuários.

Foi nessa onda que os suplementos alimentares se popularizaram. Já existiam há bastante tempo, mas precisavam dessa maior adesão popular para cair de vez no gosto da população e, consequentemente, acabar desenvolvendo novos produtos para atender a um público maior que teria maiores necessidades.

Quando se pensa em suplementos, provavelmente o primeiro que vem na sua cabeça é o Whey Protein, por ser o carro-chefe desse segmento ao promover aumento de força e maior fornecimento de energia para atividades físicas intensas. No entanto, você já deve saber também que além da proteína, substância base do Whey, existem outras substâncias que podem trazer inúmeros benefícios para o seu organismo, ao ponto de que se tornaram suplementos e podem também trabalhar muito bem visando sua musculatura e rendimento nos treinamentos.

Um grande exemplo são os aminoácidos, substâncias tão importantes para diversos processos do nosso corpo, mas que ganharam protagonismo também na suplementação.

Aminoácidos

Os aminoácidos são o componente básico da proteína, que está contida em todas as células do corpo. Se você está treinando para a maratona ou para uma competição russa de kettlebell, comer proteína de qualidade suficiente em cada refeição é essencial para construir o tônus ​​muscular, reparar tecidos musculares danificados e apoiar um sistema imunológico saudável. Obter proteína adequada é essencial, pois os aminoácidos determinam sua taxa de recuperação muscular, permitindo que você se torne mais forte e mais durável a cada sessão de treinamento.

Seu corpo precisa de todos os 20 aminoácidos para produzir as proteínas completas necessárias para uma ótima recuperação muscular. Onze destes podem ser produzidos em seu corpo e nove devem ser consumidos de alimentos. Estes são chamados aminoácidos essenciais, derivados de fontes animais e alimentos à base de soja. No entanto, a maioria dos alimentos à base de plantas, como leguminosas, grãos e vegetais, não contém um ou mais aminoácidos essenciais. Para que os veganos recebam todos os aminoácidos essenciais, eles devem comer combinações diferentes de alimentos, como lentilhas e arroz integral.

A recuperação muscular é o processo pelo qual seus músculos se curam e se adaptam ao exercício. Quando você levanta pesos ou executa uma corrida pesada, seus músculos formam rasgos microscópicos de contração muscular repetitiva. Os hormônios chamados fatores de crescimento estimulam as células satélites – que contêm proteínas e, portanto, aminoácidos – a aumentar o tamanho das fibras musculares. Essas células viajam para o local das células musculares danificadas e as fundem, aumentando o tamanho dos músculos. Este processo é como costurar uma ferida juntos. Algumas das células permanecem no local de reparo e fornecem novos núcleos para o músculo recentemente curado. Isso ativa as fibras musculares para produzir mais proteínas, permitindo que os músculos se tornem mais fortes e mais resistentes a danos futuros.

Quando você come é tão importante quanto o que comer quando se trata de fornecer os músculos com aminoácidos suficientes para crescer. Depois de um treino, seu corpo entra na fase anabólica em que você deve consumir proteínas, carboidratos e outros nutrientes dentro de 45 minutos. A proporção de proteína para carboidratos deve ser de 1 para 3. Depois disso, seu corpo passa por uma fase de crescimento de 18 a 20 horas, em que ele se conserta constantemente e reabastece os nutrientes. O fisiologista do exercício, Len Kravitz, Ph.D., recomenda consumir proteínas e carboidratos adequados dentro de uma a três horas após o treino. A proporção de proteínas para carboidratos deve ser de 1 a 5, diz ele.

A quantidade de proteínas que você come diariamente depende do seu peso corporal, sexo e estado de saúde. Nutricionista registrada Nancy Clark recomenda que 0,5 a 0,7 gramas de proteína por quilo de peso corporal, se você está ativo recreacionalmente. Se você quiser aumentar a massa muscular ou é um atleta de resistência, consuma entre 0,5 a 0,9 gramas de proteína por libra para aminoácidos adequados para apoiar o crescimento. Se você pesa 150 quilos e é ativamente ativo, consumiria entre 75 e 105 gramas de proteína por dia. Consulte um nutricionista de esportes para sua proteína específica e outras necessidades alimentares.

Aminofluid

Agora que você já sabe um pouco mais sobre aminoácidos e sua participação principalmente na fase de reconstrução muscular, é hora de lhe apresentar um dos principais produtos dessa parte da área de suplementos que podem lhe ajudar com muita eficiência em uma série de benefícios: conheça o Aminofluid.

Como é de se compreender a partir do próprio nome, uma das grandes virtudes do Aminofluid é sua riqueza em aminoácidos, o que faz desse suplemento um produto capaz de atuar muito bem no fornecimento de nutrientes importantes para que seu corpo tenha uma correta recuperação e também crescimento muscular. Pois é verdade: outra funcionalidade do Aminofluid é servir de auxílio para o ganho de massa muscular, principalmente a massa magra, sendo também uma proteína que é absorvida rapidamente e também atuando no fornecimento de energia.

Não se engane achando que a composição do Aminofluid conta apenas com aminoácidos e sendo base de proteínas. As porções desse suplemento, além de 37000mg de proteínas, também apresenta magnésio e até vitaminas do complexo B. Esse produto é elaborado desde um processo de hidrólise enzimática de proteínas que é considerado revolucionário nesse segmento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *