cha de canela de velho

Chá de Canela de Velho Leave a comment

Chá de Canela de velho, planta originária do Nordeste, cujo nome científico é Miconia albicans, possui alto valor biológico em seus compostos naturais. A planta, comumente conhecida como quaresmeira-de-flor-branca, possui em sua composição fito químicos anti-inflamatórios que ao ser consumido estimula o tratamento de diversas patologias.

Além de possuir propriedades que agem diretamente na purificação do sangue, e também na redução de radicais livres. O composto, de base natural, atua contra a artrose, artrite, reumatoide e também nas dores e inchaços em enfermidades relacionadas as articulações.

Saiba, no artigo de hoje, tudo sobre o chá de canela de velho, os seus benefícios e ações no organismo do ser humano.

Para que serve o chá de canela de velho?

Especialistas vem pesquisando sobre os efeitos medicinais e curativos da planta – a qual, comprovada através de estudos científicos, possui ação analgésica, anti-inflamatória e antimicrobiana. Além disso, o chá possui efeito antioxidante, o chá auxilia no processo de emagrecimento corporal.

Além disso, o chá de canela de velho é importante no tratamento de complicações da neuropatia e também da polineuropatia. A planta potencializa a redução de dores nas articulações, e age diretamente nos problemas intestinais. Outros benefícios do chá são:

  • Ajuda na purificação sanguínea;
  • Ajuda no processo de digestão;
  • Ajuda no alívio de dores;
  • Controle de diabetes.

Efeitos colaterais do chá de canela de velho?

O chá de cabelo de velho, por ser um composto natural, não possui efeitos colaterais.  Deve-se ficar atento a quantidade diária recomendada, pois o uso em excesso ocasiona lesões nas células do fígado, além de afetar o funcionamento do sistema digestório.

Onde comprar chá de canela de velho?

O chá de canela de velho pode ser encontrado em farmácias de manipulação de todo o país. O composto natural é encontrado no mercado em 15 variações diferentes, e o chá pode ser consumido duas vezes ao dia.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *