destilador de óleos essenciais - como funciona

Destilador de óleos essenciais Leave a comment

 

A ideia de destilar óleos e a invenção da destilação a vapor foi iniciada pelo alquimista árabe Ibn Sina. Assim, os aromaterapeutas são muito gratos a ele, uma vez que sua inovação permitiu que vários indivíduos adquirissem os óleos naturais presentes nos materiais vegetais naturais e os utilizassem em sua forma líquida para facilitar várias atividades de cura.

Durante a destilação, o líquido volátil presente na planta é convertido em vapor ou vapor. Quando o vapor é condensado de volta à sua forma líquida original, o resultado final é um óleo essencial puro. Ainda há um debate em andamento sobre se destilar óleos é, na verdade, a melhor maneira de extraí-los do material botânico, especialmente sabendo que há elementos de calor envolvidos, que podem danificar ou alterar a composição química natural do óleo vegetal.

 

  • A anatomia de um destilador de óleo essencial

    destilador de óleos essenciais
    destilador de óleos essenciais

Existem três componentes principais que compõem um destilador de óleo essencial. Aprender sobre o que cada um deles é fornecerá um bom entendimento sobre cada etapa do processo e como esses componentes funcionam. Eles são:

Gerador de Vapor – Este fornece a fonte de calor, que ajuda a ferver a água que você usa e produz o vapor necessário para liberar os óleos voláteis da planta. Ele vem com uma câmara que contém o material da planta e onde o vapor segue seu caminho e constrói uma mistura de óleo e vapor.

Condensador – Depois de ter produzido uma mistura de óleo e vapor, ela é passada para o condensador de modo que você possa transformá-la em uma substância líquida, criando desta vez uma mistura de óleo-água.

Separador – Este é o passo final durante a destilação de óleos essenciais. Como o óleo é muito mais denso que a água, separá-los deve ser muito fácil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *