Gengiva Inchada Leave a comment

Gengiva inchada: saiba aqui as causas e soluções para o seu problema

Gengiva inchada e doendo – sintomas e causas comuns dessa infecção

O acúmulo de placa bacteriana é a maior causa do inchaço gengival. Outro sintoma recorrente é a dor constante no local. A gengiva requer um cuidado especial – já que esse tecido é fundamental para a saúde bucal e também possui vasos sanguíneos que cobre as nossas mandíbulas e protege os ossos da boca. Por isso, o cuidado com a gengiva é essencial.

As dores e o inchaço gengival pode indicar irritação relacionada à alimentação em geral, a problemas odontológicos, como cáries e outras complicações bucais, e também com problemas de nutrição. É importante observar a duração do inchaço e se ele apresenta algum tipo de sangramento e mau hálito, pois esses sintomas indicam gengivite. Outras causas podem identificar o aparecimento do inchaço e da dor gengival, como as aftas, o consumo de tabaco, a má higiene bucal, hormônios, etc.

Se os sintomas persistirem por mais de duas semanas, a gengivite pode evoluir para a periodontite – essa doença, se não curada, pode ocasionar a perda dos dentes. As principais causas da periodontite são a má higiene bucal, fumar, altos níveis de estresse, histórico familiar de problemas odontológicos, leucemia e o mau acompanhamento dentário com o seu dentista.

Gengiva doendo

O quadro médico caracterizado pela dor constante na gengiva pode indicar a inflamação da placa bacteriana relacionada a higiene bucal do indivíduo. O tabaco também é um fator providencial desse sintoma, pois o tabaco ingere no organismo uma série de toxinas que afetam a saúde bucal. A afta também causa dores, principalmente durante a alimentação. Outras enfermidades também podem estar relacionadas com a gengiva doendo, como a leucemia, a epilepsia, a aids, e a herpes labial. Quando você perceber que a dor gengival está se estendendo por mais de sete dias, é aconselhável a procura de um especialista.

Remédio para gengiva inflamada – Gengiva Inchada

Os sintomas da gengiva inflamada devem ser observados com cuidado, pois caso esses persistirem um médico deverá ser consultado. Sendo a inflamação o sintoma comum da gengivite, pelo acumulo de tártaro na boca, algumas medidas diárias podem aliviar os sintomas, como:

  • Escovar os dentes três vezes ao dia
  • O uso do fio dental
  • Pausa no tabaco e no álcool
  • Enxague bucal com água morna e sal

Além disso, o paciente, ao procurar um médico, poderá fazer uso de antibióticos e anti-inflamatórios que ajudam na eliminação da placa bacteriana. O anti-inflamatório Nimesulida e o antibiótico Cefalexina são os mais comuns neste tipo de tratamento. O uso de remédios caseiros para a gengiva inflamada, não substitui a ida ao seu dentista, mas podem aliviar o inchaço, a dor e o incômodo temporariamente. São elas:

  • Gargarejos com água oxigenada e bicarbonato de sódio: você pode usar 1 colher de bicabornato de sódio com um pouco de água oxigenada volume 10. Recomenda-se o gargarejo após cada escovação.
  • Gargarejos com chá de eucalipto
  • Chá de cravos da índia (bochechar o líquido e após disso higienizar a boca normalmente)
  • Gargarejos com mel e água morna
  • Óleos, como mirra, hortelã-pimenta, tomilho e cravo (você pode misturá-los e usar como enxaguante bucal)

Dente siso nascendo e gengiva inchada

Os dentes sisos são os quatro molares que ficam ao fundo da boca e são os últimos a nascerem no ciclo de crescimento bucal. O siso é conhecido popularmente por causar alguns problemas e, vez ou outra, pela dor e inflamação constante ao redor de seu crescimento.

Se o dente siso nascer corretamente, ou seja, bem alinhado, espaçado e bem posicionado em relação aos outros dentes, não ocasionará problema ao paciente. O que ocorre, de fato, é que muitas vezes, o siso não tem o seu ciclo de crescimento completo, ficando escondido entre os ossos e as gengivas. Com isso, ocorre a inflamação e a dor gengival.

Essa inflamação pode gerar o inchaço na gengiva que, muitas vezes, está relacionada a pericoranarite – comum aos sisos, é um processo inflamatório que aparece nos tecidos moles de um dente que não perfurou a mucosa oral por completo. Além disto, o siso pode deixar a gengiva vermelha e inchada, indicando a infecção local, dificultando a mastigação e a deglutição.

Em alguns casos é aconselhável a ida ao dentista, pois dependendo do nível de infecção, é recomendável a higienização com uma solução antisséptica e a remoção da área infeccionada. Após a limpeza, alguns cuidados devem ser mantidos regularmente até o desaparecimento dos sintomas. Se a dor e o inchaço voltar, o dentista indicará a extração do dente siso problema, com uma pequena cirurgia que o encaminhará a recuperação completa.

Gengiva inchada no último dente

Comumente, o siso é o último dente da sua arcada bucal. Porém, há casos de pessoas que não possuem registro de nascimento do siso por falta de espaço ou pessoa que possuem, mas o siso não chega a erupcionar.

O inchaço gengival no último dente é comum ao dente siso, normalmente posicionado na zona superior e inferior da boca. Contudo, o inchaço gengival pode aparecer em outros dentes, ou até mesmo no siso, devido a outras causas e, nem todas, são relacionadas a gengivite.

O inchaço pode estar relacionado a uma forma de defesa da gengiva, por exemplo. Nesse caso, é uma tentativa da gengiva de eliminar algum corpo estranho que possa ter se posicionado entre a gengiva e o dente. Além disso, medicamentos como anticoncepcionais e anticonvulsivantes, podem ocasionar aumento do volume gengival.

Os aparelhos ortodônticos colocados sem a assistência de um profissional adequado pode danificar o tecido gengival e até interromper o crescimento saudável de dentes que ainda não se erupcionaram. Além disso, a falta de vitaminas também pode ser prejudicial a sua saúde bucal.

Fique atento aos sintomas, e tenha sempre um profissional ao seu alcance para que o seu quadro não se agrave, pois um quadro de risco pode comprometer os tecidos que sustentam os dentes e levar a perca da arcada dentária. E, não se esqueça, de manter sempre uma higiene bucal adequada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *