Melatonina Emagrece

Melatonina Emagrece? Leave a comment

Melatonina Emagrece – O corpo humano necessita de um período diário de descanso para realizar as atividades do dia a dia. Seria impossível para o nosso organismo continuar funcionando de maneira perfeita caso não tivéssemos esse tempo, o que torna dormir uma prática essencial para a qualidade de vida. No entanto, é comum encontrarmos pessoas que passam por problemas no sono. A partir de vários fatores que resultam nesse problema, ele é majoritariamente decorrido da baixa produção de melatonina, um hormônio cerebral conhecido por nos dar sono.

Dessa forma, a melatonina foi por muitos anos tratada como, simplesmente, um elemento naturalmente produzido pelo nosso corpo que permitia que sentíssemos sono. Apesar disso, estudos mais recentes indicam que esse tipo de hormônio, quando em níveis ideais no nosso cérebro, pode trazer ainda mais benefícios e propiciar uma qualidade de vida bem maior.

O que é a melatonina?

Antes de falarmos sobre qualquer efeito relacionado aos bons níveis de melatonina no nosso organismo, precisamos esclarecer para o nosso leitor o que é esse elemento, e de que forma ele é produzido pelo corpo humano.

A melatonina, de nome científico N-acetil-5-metoxitriptamina, é um hormônio naturalmente sintetizado pelo nosso corpo, mais especificamente na glândula pineal. Esta, por sua vez, se situa na parte central do nosso cérebro, logo atrás do terceiro ventrículo. A melatonina foi isolada pela primeira vez pelo cientista Aaron Lerner, no final da década de 1950. Lerner deu esse nome ao hormônio devido ao fato de que este atua nos melanócitos dos sapos, fazendo que a coloração da derme desses animais clareie.

Apesar de ser naturalmente sintetizada por uma glândula do nosso corpo, a melatonina, assim como qualquer outra substância importante para o nosso organismo, depende da ingestão de alguns nutrientes em específico. Nesse caso, o elemento propulsor da produção de melatonina no cérebro humano é um aminoácido conhecida como triptofano, presente em vários alimentos do nosso dia a dia.

A parcela de triptofano que é direcionada ao cérebro é quebrada e se transforma em  5-hidroxitriptofano, bastante conhecido como 5-HTP. Esta substância, por sua vez, é responsável por produzir, através de uma sequência de reações, um hormônio chamado de serotonina, responsável por atuar no bem estar do indivíduo. O que não é aproveitado desse hormônio sofre uma outra série de reações, que acabam por formar a melatonina.

Dessa forma, podemos observar como manter uma boa alimentação no nosso dia a dia pode influenciar diretamente na nossa sensação de bem estar e até no nosso sono, agindo diretamente no índice de qualidade de vida que temos.

No entanto, com rotinas diárias pesadas, duplas jornadas de trabalho, agendas apertadas e uma vida cheia de compromissos, sejam eles profissionais ou pessoas, acaba se tornando difícil ter uma alimentação balanceada e com todos os nutrientes necessários para manter as reações do organismo de forma saudável.

Por isso, muitas pessoas optam por fazer o uso de suplementos alimentares que ajudam na maior produção de melatonina. Atualmente, é possível encontrar até produtos que já contam com a melatonina isolada, sem a necessidade de o corpo realizar toda a série de reações que resultam nesse hormônio.

Contudo, como já falado anteriormente, não é só na qualidade do nosso sono que a Melatonina pode ter efeitos positivos, mas outros benefícios também já são cientificamos atrelados a essa substância. Como exemplo, podemos citar indivíduos que desejam emagrecer e, para isso, nutricionistas, educadores físicos e profissionais da área da saúde indicam que façam o uso de suplementos de melatonina.

Benefícios da Melatonina

– Trata todos os distúrbios do sono:

É bastante comum encontramos pessoas que possuem distúrbios do sono, o que os impede de dormir bem e acaba prejudicando – e muito – as atividades que devem ser realizadas no dia a dia. Para resolver isso, a indústria farmacêutica criou vários tipos de drogas que podem induzir o sono e a sua manutenção, fazendo com que a pessoa possa dormir fácil e por mais tempo.

No entanto, a grande maioria das pessoas que fazem uso desse tipo de produto alegam muitos efeitos colaterais graves. Os hipnóticos – como são chamados esses tipos de remédios – são responsáveis por contras relacionados a sensações de fadiga e muita sonolência. Já a melatonina isolada, proporciona os mesmos benefícios e o único efeito colateral é uma leve sensação de anestesia.

A melatonina isolada é perfeita para aquelas pessoas que apresentam problemas crônicos relacionados ao sono, além de ajudar indivíduos que, por questão de crises de ansiedade ou mesmo por nervosismo, não conseguem dormir. Esse tipo de hormônio também é indicado para pessoas que sofram do efeito jet lag, isto é, aqueles que, por fazer muitas viagens de avião e passarem por muitas mudanças de fuso horário, apresentem problemas de sono.

Pessoas que trabalham em turnos da noite e por isso apresentam problemas na hora de dormir também podem ser beneficiadas a partir da suplementação com produtos de melatonina.

– A Melatonina previne enxaquecas:

A enxaqueca é um problema que atinge milhões de pessoas ao redor de todo o mundo. Caracterizado por ser aquela dor de cabeça forte logo pela manhã, a enxaqueca é uma condição crônica, mas que possui tratamento e os seus sintomas podem ser prevenidos.

Para isso, algumas drogas podem ser tomadas no dia anterior para prevenir a dor ao acordar. No entanto, assim como no caso dos hipnóticos, esses medicamentos causam efeitos colaterais indesejados em seus consumidores. Já no caso da melatonina, que proporciona os mesmos benefícios de prevenção dos sintomas – já que estimula a neurotransmissão no cérebro – não são notados nenhum efeito colateral importante.

– A Melatonina é boa para atividades físicas:

Entre as mais novas descobertas acerca do uso de melatonina está a propriedade de poder melhorar os resultados nas práticas de atividades físicas, principalmente as de alta intensidade, como a musculação. Um estudo da University of Seville Medical School comprovou que o esforço contínuo de várias estruturas do nosso corpo favorece um aparecimento de mais e mais substâncias oxidantes, responsáveis pela fadiga muscular e vários outros malefícios, como o envelhecimento da pele e a perda de força.

Para evitar esse tipo de reação, uma ótima alternativa é fazer o uso de suplementos de melatonina minutos antes da prática de atividades físicas, pois esta possui vários reagentes capazes de desacelerar a oxidação.

Além disso, ao realizar atividades físicas muito intensas, é comum sentir dores musculares, as quais são causadas por processos inflamatórios. Estes, por sua vez, também podem ser amenizados pela melatonina, já que esse hormônio possui propriedades anti-inflamatórias.

– A Melatonina no tratamento do Parkinson:

O Parkinson é uma condição crônica que tem como característica central o aumento dos sintomas com o passar do tempo. Basicamente, quem possui essa doença vai, de maneira gradativa, perdendo o controle sobre os músculos do corpo e acaba por ter consecutivos espasmos que o impedem de realizar funções comuns do dia a dia.

Até o momento, não foi encontrado nenhum método de cura para quem possui essa doença. No entanto, são feitos vários tratamentos que possuem o intuito de retardar a evolução da doença ao longo dos anos. A Melatonina, além de ajudar os pacientes com Parkinson a terem melhores noites de sono – já que este é um dos problemas vividos por essas pessoas – também vem sendo utilizado como retardador da evolução da condição.

A Melatonina e o emagrecimento

Como já falado em outros tópicos, o benefício mais notável e inicial da melatonina era relacionado a uma melhora do sono. Contudo, com o passar dos anos, a evolução da tecnologia e mais estudos com atenção para esse hormônio, foram notados outros efeitos positivos que podem ser obtidos através dessa substância, seja de maneira direta ou indiretamente.

É verdade que muitos desses efeitos e vantagens da Melatonina ainda necessitam de estudos mais profundos e precisam de uma comprovação oficial entre a comunidade científica de todo o mundo, uma vez que ainda estão em sua fase inicial. No entanto, um dos efeitos mais promissores é o de emagrecimento.

O primeiro motivo mais claro – e este bem já oficialmente comprovado pela Ciência – que pode ser associado com a melatonina e a perda de peso é fato deste hormônio propiciar noites de sono bem dormidas. É notável, e do conhecimento de qualquer profissional da área da saúde, que pessoas que dormem menos e sentem que nunca estão descansados o bastante tendem a ganhar peso de maneira mais fácil.

Isso pode ocorrer devido a vários fatores. Primeiramente, aquela pessoa que permanece acordada durante a noite e acaba dormindo por um período menor do que cinco horas por dia, por exemplo, tende a sentir consideravelmente mais fome e comer mais. Por esse motivo, esses indivíduos consomem uma quantidade significativa de calorias a mais do precisariam.

Como já sabemos, todas as calorias que são ingeridas pelo nosso corpo e não são aproveitadas, são depositadas no nosso tecido adiposo como uma forma de depósito e se transformam nas gorduras localizadas. Isso se dá pelo fato de que, quando consumimos mais do que precisamos, o corpo entende que estamos fazendo aquilo para situações futuras de necessidade de energia e, por isso, armazena.

Além disso, dormir mal contribui para que as reações do nosso organismo não ocorram da maneira ideal, uma vez que os nossos órgãos não tiveram um período de real descanso – quando estamos dormindo, nosso corpo age em uma velocidade mais lenta, já que não estamos desempenhando nenhuma atividade real e não precisam estar a todo o vapor. Sendo assim, a queima de gorduras e a conversão de calorias em energia se dá de maneira falha, auxiliando no processo de ganho de peso.

– Novidades: Melatonina emagrece de várias maneiras!

Bom, até aí tudo bem. Em todo o corpo do texto havíamos falado das relações da melatonina com boas noites de sono, e conseguimos estabelecer um paralelo real entre esse tipo de atividade e a perda de peso. Mas o melhor ainda está por vir! Novos estudos – que ainda precisam ser verificados mais a fundo – sugerem que a melatonina atua de forma direta na perda de gorduras localizadas em nosso organismo.

Em um estudo que foi veiculo no Journal of Pineal Research, cientistas induziram ratos de laboratório a seis semanas de dietas diferentes entre dois grupos. Um deles era alimentado com comidas saudáveis, enquanto os outros comiam alimentos calóricos. Dessa forma, no final desse tempo, os dois grupos de animais apresentavam uma diferença significativa de peso e nos níveis de gordura.

Depois disso, os dois grupos foram submetidos a doses diárias de melatonina, mais precisamente de 10mg para cada kg do animal. Ao final do mesmo período de seis semanas, os ratos obesos conseguiram igualar o peso dos ratos saudáveis, uma vez que a gordura branca foi transformada em gordura marrom. Fazendo um paralelo com o corpo humano, a gordura branca são as gorduras localizadas, que são dificilmente usadas como energia pelo organismo. Já as gorduras marrons são aquelas células usadas pelo corpo para a produção de energia.

Afinal, a Melatonina Emagrece?

Diante de todos os fatos e estudos que foram apresentados no tópico acima, é possível afirmar com certeza que a Melatonina pode ter influência direta na perda de peso de um indivíduo. Sendo pelo fato de promover boas noites de sono ou por reações que envolvem a substituição de um tipo de gordura por outro, esse hormônio pode ser considerado um aliado para pessoas que desejam emagrecer e não ter efeitos colaterais graves com isso.

Efeitos colaterais da Melatonina

A Melatonina é um hormônio naturalmente sintetizado pelo nosso corpo, e altamente essencial para a manutenção da saúde e da vida do ser humano. Dessa forma, não é conhecido nenhum efeito colateral grave que pode ser obtido através do consumo de suplementos dessa substância.

Algumas pessoas, ao fazerem o uso desses produtos, poderem sentir uma sensação leve de anestesia, mas nada que irá comprometer as atividades do seu dia a dia.

Melatonina onde comprar

A Melatonina é um produto muito vendido e indicado por vários profissionais do corpo humano. Dessa forma, pode ser encontrado em qualquer loja especializada em suplementos, além de alguns supermercados e farmácias. No entanto, é sempre benéfico verificar a confiabilidade dos estabelecimentos e dos produtos que serão adquiridos.

Melatonina preço

Estabelecer um preço único para a Melatonina como suplemento é muito difícil. Isso se dá pelo fato de que a substância pode ser produzida por dezenas de marcas diferentes, que colocaram valores distintos em seus produtos, além de serem vendidas por milhares de estabelecimentos, onde cada um disponibiliza pelo preço que acha justo.

No entanto, a partir de uma observação nas maiores lojas que comercializam o suplemento em questão, é possível estabelecer uma média de preço, onde o pote contendo 100 unidades de 3mg cada tem um valor de R$ 79,90.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *