nêspera fruta

Nêspera fruta Leave a comment

 

As plantas nunca vão deixar de nos impressionar por suas mais diferentes funcionalidades relacionadas a distintos segmentos da vida humana. Na China, por exemplo, criou-se uma tradição acerca da medicina que tem direta relação com as plantas, além de outras práticas como a acupuntura, por exemplo. A China sempre foi privilegiada por ser a origem de algumas plantas e isso ajudou bastante essa tradição milenar a se desenvolver e ainda estar viva em algumas culturas nos dias de hoje.

Uma dessas plantas provenientes da China e com uso na medicina local é a nêspera, que tem utilidades terapêuticas para tratamentos de diferentes condições relacionadas a saúde. A árvore (nespereira) dá origem ao fruto chamado nêspera, que também é conhecido no Brasil como ameixa-amarela.

Propriedades da nêspera

A composição dessa fruta apresenta substâncias interessantes, que por consequência vão atribuir à nêspera suas capacidades terapêuticas que também serão discutidas por aqui. Seus princípios ativos são: tanino, pectina, ácido cítrico e bórico, málico, tartárico. Além disso, sua semente contém 2,5% de óleo e é uma fruta recheada de vitaminas, apresentando especial riqueza em vitamina A e índices satisfatórios de complexo B, B6 e C. Também é uma boa fonte de sais minerais.

Focando mais no seu lado terapêutico, podemos dizer que a nêspera tem a capacidade de aliviar condições como amigdalite e dores de garganta, além de ter ações tonificadoras para a mucosa intestinal. Falando em intestino, essa fruta também pode regulá-lo e ter efeito antidiarreico, além de tratar a estomatite.

Benefícios da nêspera

nêspera fruta beneficios
nêspera fruta beneficios

Como dito anteriormente, a nêspera possui vitaminas e sais minerais que a fazem se destacar quando o assunto é nutriente. É um fruto com poucas calorias, rico em antioxidantes e em fibras dietéticas insolúveis. É também uma boa fonte de vitamina A, além de ser rico em potássio – nutriente que além de ação nas suas células, também tem participação em funções cardíacas e relacionadas às artérias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *