,

BCAA Integralmedica em Pó 200 Gramas POWDER

BCAA  integralmedica em pó é uma excelente fonte de aminoácidos. Recomendado para quem busca melhorar a definição muscular e manter massa magra. Se quer mais informações sobre o BCAA integralmedica em pó, leia a descrição completa abaixo.

R$ 89,90

Limpar

BCAA Integralmedica em pó – Aminoácidos de cadeia ramificada (BCAAs) estão entre os suplementos alimentares mais populares no campo dos esportes (força). Ao fazer esportes ou seguir uma dieta, a ingestão adicional de BCAA impede que o corpo recorra a suas próprias reservas de proteínas, isto é, a musculatura, para gerar energia.

Os BCAA favorecem o aumento da massa muscular estimulando a secreção de insulina, um hormônio fundamental na formação de novo tecido muscular. Após a ingestão, os aminoácidos ramificados passam rapidamente para o sangue, com o qual o corpo dispõe imediatamente para o aumento da massa muscular.

Esse é o tipo de suplemento do qual faz parte o BCAA Integralmedica em pó, um dos mais vendidos e bem avaliados do mercado, contando com o selo de qualidade da Integralmedica, um dos mais importantes fabricantes de suplementos alimentares do Brasil.

BCAA Integralmedica em Pó e a formação de músculos

Para produzir o processo de ganho de massa muscular, um treinamento focado nesse objetivo deve ser combinado com uma dieta adequada que envolva consumir mais calorias do que gastamos, além do descanso correspondente. Esses três fatores condicionarão que nosso hormônio de crescimento seja responsável pelo aumento da massa muscular.

O consumo desses três aminoácidos, especialmente leucina. Eles estão diretamente relacionados aos processos anabólicos, favorecendo que o hormônio do crescimento faça seu trabalho de aumentar a massa muscular de maneira mais eficiente.

Além disso, estes aminoácidos ramificados produzidos em nosso corpo uma série de enzimas como a creatina e lactato desidrogenase, eu sei que eles são nomes mais complexos, mas não temê-los, porque eles vão ajudar no fortalecimento dos músculos e vai doer muito menos e por menos tempo, porque favorece a recuperação do treinamento.

Matematicamente falando, ganhar músculo é simples. Se a síntese de proteínas é maior que a degradação de proteínas, seus músculos crescem.

Quando se realiza uma atividade física a degradação de proteínas (catabolismo) ocorre. Seu corpo responde tornando os músculos mais fortes, mas requer a quantidade suficiente de aminoácidos da corrente sanguínea. Lembre-se que os aminoácidos são os blocos de construção das proteínas.

Nem todos os aminoácidos são iguais. Há um pequeno grupo, os aminoácidos de cadeia ramificada, especialmente importantes nesse processo, pois formam um terço da composição muscular entre eles. Estamos falando de leucina, isoleucina e valina.

Esses aminoácidos especiais não atuam apenas como “blocos estruturais” do músculo, mas também como sinalizadores do início da síntese proteica, através da ativação da mTOR. Ou seja, eles têm as chaves para iniciar a máquina de construção muscular e a leucina é a cabeça do grupo. MTOR é muito mais sensível à leucina do que aos outros dois. Quando leucina aparece, mTOR vai para o trabalho.

Benefícios do BCAA Integralmedica em Pó

Os benefícios do BCAA Integralmedica  em Pó ou dos aminoácidos de cadeia ramificada são numerosos:

– Favorecem a síntese de proteínas e previnem o catabolismo muscular.

– Eles ajudam a preservar o glicogênio, uma vez que os aminoácidos de cadeia ramificada podem ser facilmente usados ​​como combustível.

– Melhoram o desempenho em atividades aeróbicas e anaeróbicas.

– Eles reduzem os sintomas da dor muscular após o pós-treinamento.

– Eles apoiam o sistema imunológico, aumentando, por exemplo, a produção endógena de glutamina, um importante aminoácido não essencial e o mais abundante no músculo.

Se, depois de ler estes benefícios, estiver prestes a sair e comprar o seu suplemento de BCAA, aguarde! Lembre-se que as melhores fontes desses aminoácidos “mágicos” não são potes de plástico, mas alimentos: carne vermelha, frango, peixe, ovos e especialmente proteína de soro de leite, o famoso Whey Protein.

Muitos dos estudos com suplementos do BCAA Integralmedica são notados em pessoas com alta atividade física, mas baixa ingestão de proteína, abaixo de 1,5g / kilo.

Isso também explicaria porque muitos estudos não mostram benefícios quando suplementados com BCAA Integralmedica, nem para aumentar a síntese de proteínas, melhorar o desempenho ou reduzir a fadiga. Pesquisadores independentes questionam os supostos benefícios da suplementação direta de aminoácidos isolados, e recomendam simplesmente aumentar a proteína verdadeira.

A linha inferior é que se você levar uma boa dieta, com bastante proteína, os BCAA são geralmente um desperdício de dinheiro. Se você também já toma whey protein, adicionar BCAA faz pouco sentido.

BCAA Integralmedica em Pó para perder gordura

Para que ocorra uma perda adequada de gordura, você deve consumir menos calorias do que gasta diariamente, sem afetar sua saúde, é claro. Lembro-lhe que comer muito, mas muito pouco trará consequências a curto e médio prazo, como um efeito rebote desde que seu corpo vai se contentar com “reserva calórica”, vou falar mais sobre isso em outro post.

Consumir estes aminoácidos que tenho discutido irá ajudá-lo a queimar mais calorias, especialmente a leucina. Tudo isso é como resultado de melhorar seus níveis de glicose no sangue, impedindo a ocorrência de picos de açúcar que são uma das causas do acúmulo de gorduras em nosso corpo.

Também ajudá-lo a liberar menos cortisol, este hormônio está causando-nos a acumular mais gordura que queima menos calorias, é como “uma versão parcimonioso do nosso corpo” quer para manter as calorias em nosso corpo e destruir o músculo antes do Gordura, para muitos de vocês, vocês acharão que esse hormônio é maligno …

Como você pode ver, a leucina, a isoleucina e a valina estão implicando em vários processos do nosso corpo, o que nos ajudará se nosso objetivo for aumentar a massa muscular ou perder gordura.

BCAA Integralmedica em Pó versus Whey Protein Integralmedica

A primeira diferença entre os dois é que a proteína whey está mais próxima de ser um alimento completo do que os BCAA isolados. Na verdade, o soro já contém 25% de BCAA naturalmente.

Vários estudos provaram suplementar a proteína whey com BCAAs adicionais. Os resultados são claros:

– A adição de leucina à proteína de soro de leite (como um pré-treino) não gera uma resposta anabólica maior do que a proteína de soro isolada.

– A proteína do soro favorece a síntese de proteínas em maior extensão do que os aminoácidos essenciais isolados.

– A proteína de soro de leite com caseína (por exemplo, fazendo um shake) é muito mais eficaz do que com BCAA extra.

Além disso, a proteína de soro de leite eleva os níveis de amoníaco no sangue como o BCAA, e, pelo menos, em ratos, um aumento da ingestão de BCAA (dose elevada), pode prejudicar o desempenho por uma acumulação de amoníaco. Alguns eles especulam que um excesso de BCAA e a amônia resultante também não são bons para os seres humanos. Eu não me preocuparia muito, mas é um exemplo adicional de que se você tomar whey protein (e bastante alimentos ricos em proteínas), você não precisa de mais.

Quando vale a pena tomar o BCAA Integralmedica em Pó

Se você está tentando eliminar a gordura, a combinação de restrição calórica, redução de carboidratos e treinamento de jejum é especialmente poderosa, mas pode prejudicar seus músculos.

Treinar com baixo teor de glicogênio e poucos aminoácidos no sangue não favorece a síntese de proteínas e pode causar maior perda muscular. Embora este efeito seja reduzido com a alimentação pós- treino adequada, tomar 4-8 g de BCAA Integralmedica meia hora antes do treino pode minimizar o problema.

Além de reduzir o catabolismo muscular, com déficit calórico e baixo teor de glicogênio, os BCAA favorecem a queima de gordura.

Poderia o mesmo ser alcançado substituindo o BCAA pela nossa amada proteína de soro de leite como pré-treino? Em parte sim, mas sob essas condições os BCAAs fornecem dois benefícios importantes:

Velocidade: aminoácidos “livres” não precisam ser digeridos e aparecer rapidamente na corrente sanguínea, prontos para serem usados ​​pelos músculos.

Poucas calorias:  embora tecnicamente elas tenham calorias, sua contribuição é insignificante comparada a um shake de proteína. Tudo ajuda se você está na fase de forte restrição calórica.

Como tomar BCAA Integralmedica em Pó

As necessidades diárias de BCAA em um adulto são em torno de 140 mg por quilograma de peso corporal. No caso de um homem pesando 70 kg, eles são 10,4 g no total. Se você fizer um treinamento intenso, especialmente no caso de sessões prolongadas de treinos de alta performance ou sessões intensas de força, as necessidades podem ser maiores e, portanto, difíceis de cobrir, especialmente se a carne não for comida.

No treinamento e para obter energia, o corpo recorre às reservas disponíveis na musculatura, que consistem em aproximadamente 35% de BCAA. Isso pode levar a uma perda de massa muscular, assim como pode ocorrer durante uma dieta. A ingestão de 5 g de BCAA de absorção rápida antes do treino evita a perda de massa muscular, sendo de fácil digestão, é prática e não fornece calorias extras.

Se você treinar mais de três vezes por semana, você deve tomar um suplemento diário de BCAA para ajudar o corpo continuamente na regeneração. Uma dosagem muito menor do que a recomendada 5 g não pode compensar as perdas produzidas por esportes e outros esforços. Portanto, a dosagem não deve ser inferior à indicada.

A dosagem excessiva de BCAA geralmente não causa problemas. O corpo saudável pode absorver e processar grandes quantidades de BCAAs sem qualquer problema. Em um estudo, foi demonstrado que a ingestão diária de 60 g de BCAA suplementar à dieta não produz nenhum tipo de efeito colateral. No entanto, sempre aconselhamos não sobrecarregar o corpo com doses excessivas. Doses excessivas não produzem nenhum benefício adicional, nem casos de intolerância, como problemas estomacais, podem ser descartados.

Quando tomar o BCAA Integralmedica em Pó

Dependendo de quando o BCAA Integralmedica são tomados, eles têm um efeito diferente no corpo. Portanto, o momento do tiro deve se encaixar no objetivo do treinamento. Levá-lo antes do treino é usado principalmente para proteger os músculos. O corpo recorre primeiro para liberar os BCAAs para energia, em vez de consumir suas próprias reservas de proteína muscular. Isso é importante especialmente em:

– Exercícios de fitness ou cardio para tonificar o corpo associado a uma dieta

– Sessões muito longas de treinamento de resistência de mais de 60 minutos

– Treinar nas primeiras horas da manhã em jejum

Em muitos casos, vale a pena tomar BCAA após o treinamento. A ideia subjacente é que o BCAA Integralmedica estimula a síntese de proteína muscular. Assim, após a aplicação dos estímulos necessários ao crescimento do treinamento, a massa muscular aumenta de forma mais efetiva. Isso é especialmente interessante para:

Atletas de força e fisiculturistas que querem ganhar massa muscular

Atletas de resistência que querem evitar a rigidez após sessões de treinamento intensas e acelerar a regeneração.

Onde comprar BCAA Integralmedica em Pó?

O BCAA Integralmedica é encontrado na maior parte das lojas do ramo de suplementos. Por conta dessa alta disponibilidade é preciso estar atento às condições de compra e de armazenamento do suplemento, já que as más condições de acomodação podem causar alterações em sua fórmula.

A Nextfit é referência em venda de suplementos online, apresentando as melhores condições de armazenamento e também para a compra. Acesse o site e confira os preços e promoções do BCCA Integralmedica em pó e de vários outros suplementos.

O que são aminoácidos

O BCAA Integralmedica em Pó é um suplemento que busca obter resultados para as atividades físicas a partir dos aminoácidos. A esta altura você já entendeu esse mecanismo, mas o que são os aminoácidos?

As proteínas são compostas de longas cadeias de aminoácidos unidas através de ligações peptídicas. Eles são produzidos através de um processo de duas etapas envolvendo a transcrição de ácidos desoxirribonucléicos (DNA) e a posterior tradução do ácido ribonucléico mensageiro (RNA). Embora o mesmo esquema de DNA que contém instruções para todos os tecidos e órgãos do corpo seja encontrado em todas as células, apenas certas proteínas são expressas por tipos celulares específicos.

Cada aminoácido é composto por um grupo amino (NH2), um grupo ácido carboxílico (COOH) e um grupo funcional (R). Existem vinte tipos de grupos R que distinguem cada aminoácido diferente. Todos os vinte aminoácidos são encontrados em proteínas, cada uma contribuindo para a estrutura geral ou função da proteína. Alguns desses grupos R ou cadeias laterais formam interações covalentes ou dipolo-dipolo na proteína enquanto outros podem formar interações não covalentes. Como cada segmento da proteína é produzido durante a tradução, as sequências polipeptídicas começam a dobrar. A conformação final da proteína é alcançada através de uma estabilização progressiva de intermediários aleatórios.

Devido à diversidade de suas estruturas, as proteínas têm muitas funções importantes no corpo. As enzimas são uma classe especial de proteínas que catalisam reações biológicas em plantas e animais. Aumentam a velocidade das reações, ligando-se reversivelmente ao seu substrato complementar e estabilizando os intermediários do estado de transição. Outras classes de proteínas incluem canais e bombas de membrana, funcionando dentro das membranas das células para regular o fluxo de íons e pequenas moléculas. Proteínas também são encontradas no sistema imunológico como anticorpos que funcionam no reconhecimento e destruição de partículas estranhas e antígenos.

Finalmente, é importante considerar proteínas em termos dietéticos. Aminoácidos não essenciais podem ser sintetizados pelo fígado através de um processo conhecido como transanimação, enquanto os aminoácidos essenciais devem ser obtidos através da dieta. Aminoácidos não essenciais e essenciais são usados ​​pelo corpo para a produção de proteínas que os tecidos constituintes como o músculo esquelético, coração e trato gastrointestinal. Na ingestão adequada de proteínas ou carboidratos pode levar a perda de proteína, uma situação em que as proteínas encontradas no tecido são catabolizadas para a energia. Estas condições degenerativas são vistas principalmente em pessoas com dietas de baixa caloria ou alta proteína e baixo teor de carboidratos.

As proteínas são algumas das moléculas mais interessantes e complexas de plantas e animais. Em essência, eles têm sido as entidades que foram selecionadas a favor e contra durante o curso da evolução, suas estruturas e funções moldadas e aperfeiçoadas pela seleção natural. A evolução e mutação de proteínas podem ser realizadas através de alterações no ácido desoxirribonucleico (DNA), o modelo de todas as proteínas que o corpo inteiro produz. O DNA é traduzido para proteínas via ácido ribonucleico (RNA). Embora todas as células contenham uma cópia idêntica do DNA com instruções completas para todos os tipos de tecidos do corpo, apenas certas proteínas são produzidas por cada tipo de célula. Desta forma, células de diferentes tecidos podem realizar diversas tarefas através da produção de proteínas únicas.

As proteínas são compostas de longas cadeias de aminoácidos. Onze dos vinte aminoácidos não podem ser sintetizados pelo organismo e devem ser obtidos através da dieta. Uma vez que estes aminoácidos são necessários para a biossíntese de proteínas, são chamados aminoácidos essenciais e incluem histidina, isoleucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano e valina. Os outros aminoácidos podem ser sintetizados pelo fígado e são chamados aminoácidos não essenciais.

Cada aminoácido contém um grupo ácido carboxílico (COOH), um grupo amina NH2 e um dos vinte grupos funcionais (R).

Quais são os aminoácidos de cadeia ramificada

Já melhor compreendido o conceito de aminoácido, é possível se aprofundar mais no tema, conhecendo os aminoácidos de cadeia ramificada. Os BCAA, do suplemento da Integralmedica são os branched chain amino acids.

Em suma, os aminoácidos de cadeia ramificada são três: leucina, isoleucina e valina. Confira algumas das principais características de cada um dos três.

Leucina – Bcaa  Integralmedica em Pó

Este elemento químico está envolvido na construção de proteínas e é especialmente importante para o crescimento, manutenção e regeneração do tecido muscular. De fato, estima-se que este aminoácido ramificado (BCAA) constitui 80% do total de aminoácidos contidos nas estruturas de proteínas do corpo. Em particular, é a sala com maior concentração de tecido muscular esquelético.

A leucina também favorece o fornecimento de energia ao praticar esportes e ajuda a reparar o tecido ósseo e a pele. Além disso, parece que pode estimular a liberação do hormônio do crescimento (somatotropina ou HGH), por isso pode contribuir para aumentar a massa muscular e retardar o processo de envelhecimento.

A leucina pode causar certos problemas de saúde tanto em seu excesso quanto em sua escassez, embora na maioria dos casos o simples fato de comer uma dieta balanceada nos afaste desses limiares de perigo.

Estima-se que a leucina (juntamente com os outros dois aminoácidos essenciais ramificados, isoleucina e valina), seja responsável por entre 15-25% da ingestão total de proteínas dentro de uma dieta média balanceada. Portanto, sua deficiência é facilmente evitável.

No entanto, uma dieta pobre em alimentos ricos em proteínas pode levar à sua escassez e isso pode causar perda de massa muscular, fraqueza muscular, depressão, baixos níveis de energia e alterações nos níveis de açúcar no sangue.

Uma dieta equilibrada não leva a muito deste aminoácido, mas as doses excessivamente altas tomadas através de suplementos (pessoas que realizam esportes fitness são os mais comumente abusado), poderia levar a uma diminuição da absorção de água no intestino dando como consequência, alterações gastrointestinais.

Portanto, é geralmente recomendado que esses suplementos sejam tomados em conjunto com uma ingestão abundante de água distribuída ao longo do dia.

Todos os alimentos proteicos contêm leucina em maior ou menor grau, mas os produtos lácteos (soro de leite, queijo, iogurte, etc.) são considerados especialmente ricos neste aminoácido ramificado. Carnes, peixes, ovos e leguminosas também são consideradas boas fontes.

Isoleucina – Bcaa  Integralmedica em Pó

Isoleucina é um aminoácido apolar ramificado, não carregado em pH neutro. Seu símbolo é eu em um código de carta e Ile no código de três letras. É um aminoácido essencial ramificado, juntamente com leucina e valina. Em alfa hélices às vezes pode ser parte de zíperes de leucina (zíper de leucina).

Todos os três são degradados obtendo seus derivados alfa-cetoácido, substratos de um complexo multienzimático. A doença da urina do xarope de bordo é uma deficiência deste complexo, que leva ao acúmulo desses derivados do ácido ceto na urina, soro e líquido cefalorraquidiano. É uma doença autossômica recessiva, com degeneração neurológica progressiva, caracterizada por retardo mental grave. Por outro lado, níveis muito baixos desses três aminoácidos também estão relacionados a patologias neurológicas, como a epilepsia, e à perda de peso que ocorreu na doença de Hungtinton ou na caquexia induzida por câncer.

Sua estrutura é semelhante aos aminoácidos valina e leucina e pertence ao grupo de aminoácidos de cadeia ramificada. Nos estados febris, trauma ou estresse, a necessidade de aminoácidos de cadeia ramificada é aumentada.

Propriedades

É essencial na nutrição humana.

A isoleucina regula o açúcar no sangue.

Envolvido no reparo muscular.

Necessário para a formação de hemoglobina.

Ajuda a recuperação muscular após o exercício.

Envolvido na coagulação do sangue.

Permite um saldo positivo de nitrogênio.

L-isoleucina pode ser convertido, após o metabolismo dos hidratos de carbono e lípidos.

Fontes alimentares

A isoleucina que o organismo necessita deve ser fornecida por meio de uma dieta balanceada e que forneça as quantidades necessárias. Este aminoácido é encontrado em alimentos ricos em proteínas: carne, peixe, ovos e laticínios. Também é fornecido por alguns alimentos de origem vegetal, como cereais, leguminosas e algumas nozes.

Catabolismo Vs Bcaa  Integralmedica em Pó

A isoleucina é um glicogênio e um cetogênio. Depois de transaminação com a-cetoglutarato, o esqueleto de carbono pode ser convertido em succinil-CoA, e dado para o ácido tricarboxílico à oxidação ou conversão oxaloacetato ciclo para a gliconeogênese.

Valina – Bcaa  Integralmedica em Pó

Valina (Val) ou ácido 2-amino-3 -metil-butanoico do ácido L-2-aminoisovalérico. Aminoácido essencial, estimula o crescimento e reparo de tecidos, manutenção de vários sistemas e balanço de nitrogênio.

A valina é um aminoácido ramificado, juntamente com a leucina e a isoleucina. Todos os três são degradados obtendo seus derivados alfa-cetoácido, substratos de um complexo multienzimático.

A molécula de valina é composta por uma cadeia linear de 4 átomos de carbono, que tem um ramo no carbono adjacente ao qual está ligado ao grupo amino representado por um radical metilo.

Participa no crescimento e reparação de tecidos, na manutenção de vários sistemas e no balanço de nitrogênio. Promove o vigor mental e promove a recuperação da artrite muscular. Participa na cicatrização óssea e muscular em fraturas e lesões.

Previne o dano hepático e mantém os níveis de açúcar em equilíbrio, sendo útil na recuperação do diabetes mellitus.

A valina, como outros aminoácidos, é encontrada em alimentos ricos em proteínas, como carne vermelha, frango, peixe, ovos , grãos e nozes.

Como usar o BCAA Integralmedica em pó?

Existem diversas formas de se consumir o BCAA integralmedica em pó. Entretanto, uma das melhores opções e diluir um scoop (3,2 gramas do produto) (Scoop vem dentro do produto) em média a 150 a 200 ml de água.

Qual o melhor horário para se consumir o BCAA Integralmedica  em pó ?

O mais recomendado para o uso do BCAA integralmedica em pó devido sua eficiência é após atividades físicas. Então, assim que finalizar suas atividades tome uma dose desse suplemento.

REF: N/A Categorias ,
Sabor

Frutas Vermelhas, Guarana com açai, Jabuticaba, Maracujá

Baseado em 0 avaliações.

0.0 total
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar “BCAA Integralmedica em Pó 200 Gramas POWDER”

Não foram feitas avaliações do produto