Remédios para engordar

Remédios para engordar Leave a comment

Remédios para engordar

Se fizéssemos uma pesquisa, provavelmente constataríamos que a maioria das pessoas da nossa sociedade atual estão insatisfeitas com os seu corpos. A verdade é que em todas as épocas de nossa existência na Terra, desde quando começamos a formar as primeiras sociedades, são impostos alguns padrões de beleza, os quais nem sempre são fáceis de acontecer.

Por exemplo, em séculos passados, principalmente na Europa, antes e durante o Feudalismo, os padrões de beleza eram diferentes dos que podemos ver no nosso dia a dia. Por questões de mostrar seu poder econômico, as pessoas que eram “acima do peso” estavam dentro dos padrões, uma vez que isso mostraria que estar tinham comida de sobra em suas mesas.

Atualmente, sempre vemos pessoas buscando um corpo bonito, com o peso ideal. Desse modo, enquanto as maiores reclamações são sobre pessoas que se acham com um peso maior do que deveria, muitas desejam engordar, tendo em vista que a sua massa corporal pode estar abaixo daquilo que é considerado ideal.

Diante disso, foram criados vários métodos e técnicas que tem como objetivo resolver essa situação, podendo ser através de atividades físicas mais intensas, como a musculação, os suplementos alimentares, dietas diferentes do habitual e até remédios para engordar, os quais serão o assunto deste artigo.

O que são os remédios para engordar?

Os remédios para engordar são substâncias produzidas em laboratório pela indústria farmacêutica, os quais têm como objetivo central promover o ganho de peso em seus consumidores.

Ao longo do tempo, foram desenvolvidos vários meios de atingir esse objetivo, podendo ser pela desaceleração do metabolismo, um estímulo da captação dos carboidratos ou até por produtos que fazem com que o indivíduo sinta mais fome ao longo do dia, resultando em uma dieta com maior incidência de calorias e, consequentemente, um ganho direto de peso.

O sobrepeso pode causar muitas complicações ao nosso organismo. Diante disso, esse tipo de substâncias deve ser tomado apenas a partir de indicação de alguma profissional com conhecimento suficiente, como nutricionistas, médicos, educadores físicos e outros profissionais da área da saúde.

Quem deve tomar remédio para engordar?

Quando se acham magros demais, muitas pessoas se perguntam se devem tomar os remédios para engordar, ou se aquela condição que se encontra é comum e pode ser continuada daquele mesmo jeito. Bom, da mesma maneira que os indivíduos que estão acima do peso podem apresentar complicações com o seu organismo, pode acontecer conseqüências diferentes, mas igualmente perigosas para as pessoas que estão muito abaixo do peso.

Isso ocorre pelo fato de que essa condição pode ser um sinal de vários aspectos que nos fazem mal. Por exemplo, muitas pessoas que estão “magras demais” podem possuir um metabolismo acelerado. Normalmente, isso não é um problema e pode ser apenas mais uma característica da pessoa. No entanto, em alguns casos, esse tipo de rapidez pode resultar em uma baixa absorção de nutrientes importantes, o que pode levar a condições mais sérias, como as deficiências em vitaminas ou em minerais.

Além disso, pode ser um indicativo de pouca alimentação, o que pode acarretar conseqüências semelhantes às citadas acima, resultando em situações como a anemia, fraqueza, baixa imunidade, dentre outros.

Remédios para ganhar peso com mais rapidez

Diante das situações e dos quadros falados nos tópicos acima, a indústria farmacêutica criou alguns remédios que possuem o objetivo de promover um ganho de massa de forma mais rápida e eficiente. Como já falado anteriormente, esse consumo deve ser feito apenas depois da consulta junto a um nutricionista. Além disso, todos os resultados podem ser aumentados em casos de indivíduos que pratiquem exercícios físicos.

Esse tipo de prática, além de acelerar o processo, pode ainda faze-lo mais seguro. Isso ocorre pelo fato de que, mesmo com o metabolismo mais lento e a promoção do ganho de peso, para quem faz atividades físicas essas novas massas serão consideradas massas magras, isto é, músculos, os quais não são nocivos para a saúde como as gorduras localizadas.

Indo ao que provavelmente mais interessa para os leitores, agora faremos uma lista com os melhores remédios para engordar que são encontrados no mercado atual:

Buclina:

Como já falado anteriormente, os processos que são utilizados para o ganho de peso podem ser variados. Neste viés, a buclina tem como principal substância em sua composição um elemento chamado dicloridrato de buclizina. Este, por sua vez, age na corrente sanguínea e tem um efeito parecido com o da insulina, ou seja, diminui os níveis de glicose no sangue. Tal diminuição é interpretada pelo nosso cérebro como fome, levando o indivíduo a comer mais.

Um dos maiores pontos positivos desse medicamento é que ele pode sair por um preço bem mais em conta do que os outros, tendo em vista a sua composição e efeitos simples. Deve ser consumido com acompanhamento médico e pode gerar um excesso de sono.

Profol:

O Profol pode ser classificado como uma Buclina melhorada. Isso porque a principal substância dele também é o dicloridrato de buclizina, responsável por diminuir os níveis de glicose no sangue e gerar uma sensação de fome. Esta, por sua vez, resulta em hábitos alimentares mais intensos e com maior presença de calorias, ocasionando um significativo ganho de peso.

No entanto, a melhora em relação ao medicamento do tópico anterior situa justamente em sua fórmula. O Profol ainda possui alguns nutrientes, incluindo algumas vitaminas do complexo B, alguns aminoácidos e até carboidratos. Estas outras substâncias, além de por si só se converterem em massa, aumentam o coeficiente de absorção de carboidratos em nosso corpo, o que favorece diretamente para um ganho de peso.

Cobavital:

Dentre os remédios que são classificados como contribuintes no processo de ganho de peso, o Cobavital é, sem nenhuma dúvida, um dos mais populares e mais escolhidos. Sua composição, além de outros elementos, conta principalmente com a cobadamida, um dos constituintes da vitamina B12 e que é responsável pela maior síntese de proteínas e carboidratos e o cloridrato de ciproeptadina, substância que estimula uma maior produção de insulina em nosso corpo, diminuindo os níveis glicêmicos na corrente sanguínea e ocasionando uma sensação de fome.

No entanto, a utilização desse medicamento é indicado apenas para indivíduos que praticam atividades físicas, uma vez que possui elementos promovendo uma maior energia e o ganho mais rápido e eficiente de massa muscular. Pode ser considerado um anabolizante, mas não conta com a presença de nenhum esteróide. Esse fator favorece a confiabilidade do produto, que possui apenas efeitos colaterais leves, como maior sensação de sono e, em poucos casos, algumas dores de cabeça.

Outros produtos:

Além dos medicamentos, as pessoas que possuem dificuldade em engordar podem fazer uso de outros tipos de produtos para auxiliar nesse processo. Nesse caso, podemos citar os hipercalóricos, suplementos alimentares encontrados facilmente em qualquer loja especializada, farmácias e até algumas feiras. Estes, por sua vez, possuem uma composição altamente concentrada nos carboidratos e são mais indicados para aquelas pessoas que, por terem uma rotina bastante corrida e apertada, não conseguem se alimentar direito no dia a dia.

Com os hipercalóricos, essa alimentação pode ser facilitada, já que tudo que a pessoa irá precisar é de água e uma garrafa, podendo levar a substância – a qual pode até substituir uma refeição – para todos os lugares.

Considerações finais

Nenhum dos elementos citados acima pode garantir que os seus objetivos sejam atingidos, uma vez que isso depende de uma certa rotina dedicada à maior ingestão de nutrientes e uma dieta alimentar consideravelmente mais balanceada.

Além disso, como já foi falado algumas vezes nesse texto, para as pessoas que tem reais dificuldades de ganhar peso, as atividades físicas podem ser um grande facilitador desse processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *