sport club do recife

Sport Club do Recife – Notícias e História do Clube Leave a comment

Sport Club do Recife – Notícias e História do Club

Recife é, sem dúvidas, uma das cidades mais apaixonadas por futebol do Brasil. A capital pernambucana respira o esporte bretão e é sede de três grandes clubes e casa de torcedores fervorosos e folclóricos.

A cidade dos mangues tem três estádios que dividem os corações dos recifenses. Divididos em apenas três cores (preto, branco e vermelho), os recifenses fazem de Sport (rubro-negro), Náutico (alvirrubro) e Santa Cruz (tricolor, branco, preto e vermelho) o motivo para prolongar o carnaval o ano todo.

Os três rivais da capital são grandes clubes no cenário nacional, forças inegáveis no cenário nordestino e potências absolutas no certame estadual. Dos 104 Campeonatos Pernambucanos já disputados, os três grandes da capital venceram em 92 oportunidades. Ou seja, em 88,4% das vezes algum dos três levantou a taça.

Entre as potências, no entanto, existe um verdadeiro papa-caneco. O Sport Club de Recife venceu o Campeonato Pernambucano 41 vezes, mais que de seus rivais Santa Cruz (29) e Náutico (22).

Fundação do Sport Club do Recife

O Sport foi o primeiro clube de futebol do Recife. Fundado em 1905 pelo pernambucano cosmopolita Guilherme de Aquino Fonseca, que havia estudado na Universidade de Cambridge, na Inglaterra. Da terra da rainha ele trouxe o futebol para Recife.

As cores do time sempre foram as mesmas desde sua fundação, mas outros elementos foram se alterando ao longo do tempo e se consolidando no imaginário do torcedor brasileiro e no coração do torcedor rubro-negro como sinônimos do Sport.

O Leão da Ilha – Ícone do Sport Club do Recife

Leão da Ilha Sport Club Recife
Leão da Ilha Sport Club Recife

O principal símbolo de identificação do Sport é sua mascote, o Leão. A história por trás da mascote é curiosa. Até 1919 leão e Sport nada tinham a ver. Foi quando o então presidente rubro-negro Arnaldo Loyo promoveu uma excursão do time pernambucano até Belém do Pará, terra dos gigantes Remo e Paysandu.

Várias partidas foram marcadas durante a excursão, mas uma em especial valeria um troféu em bronze. Tratava-se do embate entre Sport e um combinado dos melhores jogadores dos rivais paraenses. O time do Sport conseguiu vencer os craques de Remo e Paysandu e levou o prêmio para Recife. No bronze estava gravada uma imagem de um arqueiro grego e um leão em posição de ataque.

O triunfo na batalha em Belém motivou a mudança no escudo do clube, antes extremamente ornamentado e de difícil reprodução. Foi então que o clube contratou um artista para desenhar o novo emblema, como conhecemos até hoje.

O Sport é reconhecido nacionalmente como o Leão da Ilha. O adendo à mascote se deve ao estádio do clube, a Ilha do Retiro, motivo de orgulho para os rubro-negros de Recife.

Estádio do Sport Club do Recife

Estádio do Sport Club Recife

A Ilha do Retiro é um dos estádios mais antigos ainda em atividade no país. Sua inauguração aconteceu em 4 de julho de 1937, com uma incrível vitória do Sport sobre o Santa Cruz por 6 a 5.

Claro que, desde sua fundação, a Ilha do Retiro passou por várias reformas. A primeira delas foi para receber a Copa do Mundo de 1950, a primeira sediada pelo Brasil. No grande evento global, a Ilha abrigou as seleções de Chile e Estados Unidos. Os chilenos venceram por 5 a 2 naquela que seria a única partida disputada no estádio na Copa de 50.

O maior público da história da história da Ilha do Retiro foi em junho de 1998, quando 56.875 pessoas acompanharam o Sport ser campeão pernambucano após bater o Porto por 2 a 0.

Hoje a Ilha do Retiro tem capacidade para 30 mil torcedores, tornando o recorde de 1998 intransponível nas atuais condições.

Torcida do Sport Club do Recife

Estima-se que o Sport tenha cerca de três milhões de torcedores, o que faz dele o clube mais popular entre os pernambucanos.

Conhecida pela festa promovida na Ilha do Retiro, as principais torcidas organizadas que comandam a massa rubro-negra são a Torcida Jovem, a Gang da Ilha, a Brava Ilha, os Leões da Ilha, Sport Chopp, Treme-terra, dentre outras.

Conquistas do Sport Club do Recife

O Sport é o maior campeão pernambucano, com 41 conquistas. Além disso, já levantou três vezes a Copa do Nordeste, em 1994, 2000 e 2014, o que torna o clube o segundo maior campeão da competição, empatado em número de títulos com o Esporte Clube Bahia e atrás apenas do Esporte Clube Vitória, com quatro conquistas.

Em âmbito nacional, o Sport conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro em 1990 e a Copa do Brasil em 2008.

A maior conquista da história do clube é o Brasileirão de 1987. Envolvido em uma grande polêmica, o título de 1987 é reconhecido pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), mas divide opiniões pelo Brasil, já que naquele ano o campeonato foi dividido em dois módulos, sendo um com os times mais populares do país e outro com os times de menor porte. O módulo mais estrelado foi vencido pelo Flamengo, enquanto o outro pelo Sport. Uma decisão entre as duas equipes nunca ocorreu e a CBF declarou o Sport vencedor oficial, apesar da discordância (até hoje) dos rubro-negros cariocas. Em Recife não há dúvida, pergunte a um rubro-negro pernambucano quem foi o verdadeiro campeão de 1987..

Grandes ídolos do Sport Club do Recife

Em sua história centenária, o Sport teve grandes conquistas e façanhas. Essas ocasiões moldam os ídolos da torcida, confira a lista com alguns nomes imortais do Leão da Ilha:

– Almir Pernambuquinho

– Nelsinho Baptista

– Zinho

– Givanildo Oliveira

– Manga

– Dario (Dadá Maravilha)

– Marcelinho Paraíba

– Mirandinha

– Emerson Leão

– Ademir Menezes

– Jackson

– Juninho Pernambucano

– Magrão

– Leonardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *