suplemento de zinco

Suplemento de zinco Leave a comment

Suplemento de zinco –  O zinco é um mineral essencial que ajuda a realizar uma variedade de tarefas no corpo humano: desde a análise de questões de física quântica até a realização das tarefas mais minuciosas, como levantar um dedo.

Depois do ferro, o zinco é o mineral mais abundante no corpo e está envolvido na atividade catalítica de mais de 300 enzimas envolvidas na síntese e metabolismo de carboidratos, gorduras, proteínas e outros micronutrientes.

O zinco também desempenha funções na estabilização de estruturas celulares e orgânicas, função imunológica, cicatrização de feridas, divisão celular, crescimento, coagulação sanguínea, função da tireoide, visão, paladar e olfato. Apesar de seu papel crítico em humanos, o zinco não é armazenado no corpo e deve ser obtido através de nossa dieta.

Benefícios do zinco

O zinco é essencial para o bom funcionamento do nosso sistema imunológico. Devido à sua importância, estudos que remontam a 1990 mostram que mesmo uma deficiência leve pode prejudicar a função imunológica e aumentar o risco de infecção bacteriana, viral e parasitária.

O zinco age como um antioxidante. Um estudo de 1997 publicado no Journal of Clinical Nutrition mostrou que a suplementação de zinco foi capaz de reduzir o peróxido de gordura no sangue. Outro estudo de 2011 demonstrou que o zinco atua como um agente anti-inflamatório, inibindo a produção de muitas citocinas inflamatórias.

Outros estudos em pacientes com deficiência de zinco mostram que suprime a inflamação, diminuindo citocinas e outros marcadores inflamatórios. O zinco também mostra ser eficaz no tratamento de uma variedade de condições inflamatórias, incluindo síndrome do intestino irritável, acne e asma.

Dois estudos de 2017 da Universidade de Aachen, na Alemanha, também mostraram que o zinco poderia reduzir a rejeição de transplantes de órgãos induzindo células T reguladoras. Da mesma forma, o zinco mostrou acelerar o processo de cicatrização após a cirurgia, queimaduras e outras feridas.

O zinco também tem sido associado à diminuição do risco de várias doenças, devido ao seu papel no crescimento e reparo das células. Um estudo de 2011 realizado pelo Instituto de Pesquisa em Saúde descobriu que pessoas que sofrem de autismo tendem a ter níveis mais baixos de zinco do que indivíduos não autistas. No estudo, a gravidade dos sintomas autistas diminuiu após os pacientes serem tratados com zinco.

Dois outros estudos de 2015 descobriram que prevenir uma deficiência de zinco também poderia impedir o desenvolvimento do autismo.

O zinco pode melhorar a função das células assassinas para eliminar tumores e prevenir o câncer. Um estudo publicado em 2012 mostrou que baixos níveis de zinco estão associados com câncer de cabeça, pescoço, pulmão, vesícula biliar, próstata e ovário. A restauração dos níveis normais pode melhorar a função das células responsáveis por matar células cancerígenas e tumores.

O zinco também pode ser um tratamento para convulsões epilépticas. Um estudo de 2015 em crianças epilépticas, publicado na Functional Neurology, revelou que a terapia com zinco reduziu significativamente a frequência de convulsões em 31% das crianças tratadas.

O zinco desempenha um papel importante na saúde do coração. Dois estudos de 2013 mostraram que os níveis de zinco são frequentemente baixos em pessoas com aterosclerose (endurecimento das artérias), doença cardíaca, dor torácica e insolação, e outro estudo descobriu que uma maior taxa de insuficiência cardíaca estava associada à deficiência de zinco.

O zinco é importante para a função hormonal adequada, incluindo a insulina. Para esse fim, o zinco desempenha um papel vital no tratamento do diabetes. O zinco liga-se aos receptores de insulina e, ao imitar a insulina, reduz a secreção excessiva de insulina pelas células pancreáticas e ajuda a proteger o tecido pancreático de danos.

Devido ao papel essencial do zinco no processamento, armazenamento e secreção de insulina, uma deficiência pode levar ao aumento da resistência à insulina; dos precursores do diabetes.

Dois estudos de 2013 descobriram que a suplementação de zinco reduziu os níveis de açúcar no sangue em jejum e melhorou a sensibilidade à insulina.

O zinco também desempenha um papel importante na saúde reprodutiva masculina. Nos homens, o zinco desempenha um papel fundamental na contagem de espermatozóides, motilidade e viabilidade. Doses baixas a moderadas (12-120 mg / kg) de ingestão de zinco parecem melhorar a função reprodutora em ratos.

O zinco também está envolvido na síntese de testosterona e em homens inférteis (com baixos níveis de testosterona no sangue), o suplemento com zinco levou a um aumento na contagem de espermatozóides, testosterona, diidrotestosterona (DHT) e fertilidade. Um estudo de 2005 mostrou que os efeitos de aumento de testosterona do zinco podem ajudar a aumentar a libido e o desempenho sexual de homens com disfunção erétil.

O zinco também desempenha um papel importante na saúde hormonal das mulheres. A deficiência de zinco está associada a desequilíbrios hormonais que podem levar a problemas de função ovariana, irregularidades menstruais e infertilidade. Em mulheres com síndrome do ovário policístico (SOP), a resistência à insulina pode causar aumento da produção de hormônios andrógenos (por exemplo, testosterona e DHEA), o que pode levar à calvície, crescimento de pelos no corpo, períodos irregulares e infertilidade.

Estudos descobriram que a suplementação de zinco em mulheres com SOP pode reduzir os níveis de insulina e melhorar os sintomas da doença (por exemplo, crescimento de pelos e calvície). Baixos níveis de zinco no sangue também estão associados a complicações na gravidez (por exemplo, aborto espontâneo, pré-eclâmpsia, gravidez prolongada, nascimento e desenvolvimento fetal anormal).

Estudos mostraram que a suplementação materna de zinco (em mulheres com deficiência de zinco ou abaixo do peso) pode reduzir o risco de parto prematuro e proteger contra danos fetais causados ​​pela exposição ao álcool.

Suplemento de zinco

Agora que você já sabe muito mais sobre o zinco, desde o que é até vários de seus benefícios para a nossa saúde, é o momento de se inteirar de um serviço que vem ganhando bastante evidência nos últimos tempos.

Os suplementos ganharam uma diversidade muito grande. Quando essa palavra vem na sua cabeça, provavelmente as primeiras coisas que você pensa são aqueles suplementos mais tradicionais, alinhados principalmente à definição muscular e fornecimento de energia. A questão é que esse segmento se estendeu e agora pode fornecer uma série incontável que nutrientes para a sua saúde.

O zinco está entre elas! Além de procurar alimentos ricos em zinco, utilizar os suplementos também é uma ótima opção para você que está precisando de um fortalecimento desse nutriente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *