valina

Valina – O que é ? Benefícios, para que serve? Leave a comment

Quem pratica atividades físicas e musculação, muitas vezes adota os suplementos como uma forma de complemento para sua alimentação, buscando assim um melhor rendimento e, por consequência, melhores resultados com suas atividades. Uma das formas mais benéficas para se fazer isso é a suplementação por aminoácidos, que agem com muita eficiência no reparo, crescimento e desenvolvimento do tecido muscular. Eles formam a estrutura das proteínas, sendo assim essenciais para o corpo humano.

Os aminoácidos são moléculas orgânicas que servem como uma unidade fundamental na formação das proteínas. Em sua estrutura, encontramos sempre um carbono central, que está ligado a um hidrogênio, a um grupo carboxila, a outro grupo amina e a um radical “R”, que varia de aminoácido para aminoácido. Esse radical é que o vai determinar e diferenciar as características de um aminoácido para outro.

Os aminoácidos podem ser divididos em dois grupos distintos: os aminoácidos essenciais e os não essenciais. Os essenciais são aqueles que o nosso corpo não produz, fazendo assim com que seja necessária sua ingestão via alguns alimentos ou complementos alimentares. Triptofano, valina, fenilalanina, treonina, lisina, isoleucina, leucina, histidina e metionina são exemplos de aminoácidos não essenciais  que podem ser encontrados em alimentos, por exemplo, de origem animal, como carne, leite, ovos, entre outros.

Os não essenciais são aqueles que o nosso corpo consegue sintetizar em nosso próprio organismo. Glutamina, ácido glutâmico, ácido aspártico, asparagina, alanina, serina e taurina são exemplos de aminoácidos não essenciais, que são necessários para o funcionamento do próprio organismo, mas que também podem ser sintetizados a partir de alguns determinados metabolitos.

Eles promovem a síntese proteica, estimulam o crescimento, melhoram o sistema imunológico, regulam os hormônios e ainda agem como substratos energéticos, proporcionando maior energia durante os treinos.

Saiba mais sobre os BCAAs

Falando em treinos, você já deve ter ouvido falar de suplementos baseados em BCAA. O BCAA em pó em um dos mais conhecidos entre aqueles que procuram por uma vida mais saudável, equilibrando atividades físicas, musculação e alimentação.

Branched Chain Amino Acids, ou BCAA, são aminoácidos essenciais que correspondem por volta de 35% da quantidade total de aminoácidos presentes nos músculos. Ainda conta com vitamina B6, corantes falovorizantes e aromatizantes em sua composição, além, claro, dos aminoácidos essenciais.

O BCAA tornou-se uma grande forma de aumentar ou manter a massa muscular, devido sua grande porcentagem de aminoácidos na composição. Aliado a atividades físicas, ele tem grande poder de auxiliação na recuperação muscular. Ainda sobre sua composição, podemos encontrar três aminoácidos nela: leucina, valina e isoleucina, sendo a leucina em maior proporção, pois este aminoácido tem ainda mais ligação com a hipertrofia, já que ele ativa uma célula chamada M-TOR, responsável pelo anabolismo muscular.

Benefícios do BCAA

bcaa - integralmedica
bcaa – integralmedica
  • Aumento de massa muscular;
  • Melhora na absorção de aminoácidos;
  • Diminuição do catabolismo;
  • Manutenção de massa muscular;
  • Melhor recuperação muscular;
  • Rápida fonte de aminoácidos;
  • Melhoria na performance e na função anabólica.

A suplementação com BCAAs deve ser feita de forma controlada e cautelosa, já que ter níveis elevados desses aminoácidos no organismo estão presentes em condições como diabetes do tipo 2, que é associada à obesidade. Ainda não está claro se induzem tal condição ou se são apenas consequência das alterações metabólicas provenientes do transtorno.

O que é valina?

l-valina - formula quimica
l-valina – formula quimica

A valina é um aminoácido de cadeia ramificada que é usado para a biossíntese de proteínas. Contém propriedades anfotéricas, podendo assim atuar tanto como um ácido, bem como uma base. Faz parte dos aminoácidos denominados essenciais, aqueles que não podem ser sintetizados por seres humanos, precisando assim ser adquirido através de dieta ou via suplementação. A valina tem papel fundamental na formação dos músculos e também no metabolismo do sistema nervoso, já que constitui cerca de 70% das proteínas que estão espalhadas por nosso corpo. Dessa forma, ajuda na hipertrofia.

Além de indispensável para a nossa saúde, a valina torna-se vital para quem busca maiores ganhos nos trabalhos de academia, ajudando a acelerar os resultados já que promove melhor recuperação após o treino.

Como já abordado quando falamos de BCAA, a valina tem o costume de agir em conjunto com outros dois aminoácidos – leucina e isoleucina -, sendo os três conhecidos como os aminoácidos de cadeia ramificada. São extremamente famosos no ramo de suplementos esportivos. Juntas, essas três substâncias não atuam apenas no metabolismo ou musculatura, mas também na manutenção dos níveis de nitrogênio no corpo.

Outros aspectos que diferenciam a valina ésão seu auxílio no combate ao estresse, na  ativação do sistema imunológico e na contribuição para o tratamento de complicações da vesícula biliar e também do fígado.

 A valina para quem pratica atividade física

valina - atividade fisica
valina – atividade fisica

A valina acaba por se tornar uma necessidade ainda maior para aqueles que se exercitam com uma boa regularidade, além de também colocar muita intensidade em seus treinos. Esse aminoácido é capaz de regenerar as fibras musculares que sofreram microlesões durante os treinos, sendo assim essencial para quem faz musculação.

Quase sempre em conjunto com os demais aminoácidos de cadeia ramificada, a valina fornece energia para as células durante as contrações musculares, além do auxílio na recuperação após o treino, como já mencionado. Tudo isso acaba significando que com a ingestão desses aminoácidos, você economiza seus “estoques” de glicose e ainda diminui a incidência de catabolismo muscular. Dessa forma, a valina age de forma que você não vai usar seus próprios músculos durante a após seu treinamento como fonte de combustível para o corpo.

Existe uma orientação da Organização Mundial da Saúde sobre o quanto de valina deve ser consumido diariamente por quilo de peso corporal. Segundo a organização, são 26 miligramas por quilo – um adulto de 70 quilos, por exemplo, deve ingerir aproximadamente 1.820mg do aminoácido por dia. Porém, quem utiliza a valina como incremento para sua atividade física, apresenta uma necessidade ainda maior do nutriente.

Os benefícios da valina

Os parágrafos anteriores já apresentaram várias formas em como a valina pode agir no organismo, seja sozinha ou em conjunto com os outros aminoácidos de cadeia ramificada. Fornecimento de energia, impedir o catabolismo e recuperar a musculatura das microlesões após o treino são apenas alguns dos benefícios dessa substância. Conheça mais alguns:

A valina atua também no funcionamento do sistema nervoso, assim contribuindo para o controle do estresse e nervosismo, além de potencializar atividades cerebrais, como foco e concentração. Por consequência, o aminoácido acaba funcionando também no combate à insônia. Esse mecanismo de atuação no sistema nervoso ainda ajuda a acalmar a mente e serve como um controle de apetite. Também pode ajudar a controlar o apetite por sua virtude de regulação dos níveis de glicose do corpo.

Essas atuações no sistema nervoso acabam promovendo também benefícios no sistema imunológico. Ele fica mais regulado, melhorando assim a resposta das células em caso de defesas de traumas, febre, infecções e cirurgias.

Alimentos ricos em valina

laticinios - valina
laticinios – valina

Já sabendo do que se trata a valina, os outros aminoácidos de cadeia ramificada e seus benefícios, você pode procura-los em outras fontes além da suplementação. Eles podem ser encontrados em alimentos comuns em sua dieta.

Os laticínios são uma ótima opção. Leite, iogurte e queijos contém uma quantidade muito relevante desse nutriente, principalmente no caso de serem um produto com baixo teor de gordura – para não exagerar na quantidade de gorduras saturadas em sua alimentação.

Outro alimento muito potente em valina é o ovo. Uma unidade de tamanho médio fornece aproximadamente 384 miligramas do nutriente, sendo quase 80% de todas elas sendo encontradas na clara. Falando em fontes vegetais, o maior fornecedor de valina é a soja e seus derivados.

Como já sabemos popularmente, as carnes são as principais fontes de proteína para nosso corpo. Dessa forma, carne vermelha e frangos são grandes fontes de valina em sua dieta, apresentando, por exemplo, 3.260 miligramas do nutriente em uma porção de 170 gramas de bife grelhado.

Caso você busque um aumento proporcional entre os três aminoácidos de cadeia ramificada, talvez o ideal seja adotar o Whey Protein. É uma opção prática que você provavelmente já tem conhecimento caso tenha alguma experiência nessa área da musculação.

Valina apresenta efeitos colaterais?

O consumo correto de valina nunca apresentou relatos sobre efeitos colaterais. Quando usado de forma exagerada, porém, os suplementos de valina podem acabar trazendo problemas para fígado e rins. Outro ponto é o aumento da concentração de amônia na circulação. A ausência de valina no organismo, por outro lado, acarreta perda de massa muscular, problemas na pele e apetite elevado.

Onde comprar?

Você pode encontrar o BCAA e a valina na nossa loja virtual, a NexFit. Nós somos especializados no segmento e possuímos os melhores profissionais que visam o atendimento e o bem-estar dos nossos clientes. Confira já as nossas promoções, e siga o nosso blog e as nossas redes sociais para mais informações. Ou entre em contato com o nosso suporte via Whatsapp, pelo telefone (31) 99357-1951.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *